O neoliberalismo e a produção do espaço na metrópole: subjetividades, insurgências e redes na economia política da urbanização contemporânea

Title

O neoliberalismo e a produção do espaço na metrópole: subjetividades, insurgências e redes na economia política da urbanização contemporânea

Description

Starting with the economic transformations which resulted from the productive restructuring initiated in the 1980s, this dissertation examines the intersections between neoliberalism and the production of space in the metropolis, defending the idea that the contemporary Brazilian city has its functioning and the structuring of its spaces directly linked to a set of forces and dynamics largely connected to neoliberalism. The argument departs from a discussion of the space of the state in neoliberalism, passing through a historical analysis of the formation of the Brazilian city related to macroeconomic transformations throughout the twentieth century, and reaching an assessment of the political economy of the contemporary metropolitan processes regarding their relation to a neoliberal mode of capitalist regulation. Further on, we analyze the symbolic dimension of the production of urban space and its relations to neoliberal "governmentality" (from Michel Foucaults perspective on the state-society relationships taken shape through these transformations). Heterotopias and spaces of resistance appear in this context as attempts to escape and resist from forms of discipline and control, which gain density through citizenship practices as a form of otherness. The encounter between networks formed in digital space and those in metropolitan space, as well as its political implications, are presented as a basis from which to better approach contemporary political movements in this urban context. The 2011 political mobilizations appear as a second bridge to finally analyse the June 2013 protests in Brazil, from a participant observation standpoint and seen as major political assemblages that result partially from this meeting between the internet and the city, largely constituted against the effects of neoliberalism and its constituent processes in everyday life and in the metropolis (also in their intersections). The conclusions propose a normative appreciation of the contemporary potentials of response to this broad framework, through diverse forms of action situated in the meeting grounds between the right to the city and the construction of openings connected to the common and radical democracy as complementary platforms, as already sought by some current social movements in practice.
A partir da transformação econômica advinda da restruturação produtiva iniciada na década de 1980, o trabalho analisa as interseções entre neoliberalismo e produção do espaço na metrópole, defendendo a ideia de que a metrópole brasileira contemporânea tem seu funcionamento e a estruturação de seu espaço diretamente vinculada a um conjunto de forças e dinâmicas advindas do neoliberalismo. Parte-se de uma discussão acerca do espaço do Estado no neoliberalismo, perpassando uma análise histórica da formação da metrópole brasileira em relação a transformações macroeconômicas ao longo do século XX, e chegando numa apreciação da economia política da metrópole contemporânea tendo em vista sua inserção num modo de regulação neoliberal. Posteriormente, analisa-se a dimensão simbólica na produção do espaço na metrópole e sua sintonização à governamentalidade neoliberal (na perspectiva de Michel Foucault acerca da relação Estado-sociedade conformada através do neoliberalismo). Toma-se como hipótese central a ideia de que o nó borromeano entre capital, Estado e produção simbólica que perpassa a produção do espaço na metrópole é, hoje, sintonizado ao neoliberalismo e objetiva sua reprodução nessas três esferas. O potencial criador de novos vetores políticos, econômicos, culturais e sociais, inerente à grande cidade, é subsumido a essa sintonia. As heterotopias e espaços de resistência apresentam-se, nesse contexto, como tentativas de escapar e resistir às formas de disciplinamento e controle, adensadas a partir de práticas de cidadania enquanto forma de alteridade. Ao final, estuda-se o encontro entre redes formadas no espaço digital em adensamento e o espaço metropolitano, bem como suas implicações políticas, chegando às mobilizações políticas de 2011 e às jornadas de junho de 2013 no Brasil, analisadas a partir de uma observação participante e vistas como grandes agenciamentos políticos que perpassam este encontro entre internet e metrópole, e em grande medida voltado contra os efeitos e os processos constituintes do neoliberalismo na vida cotidiana e na metrópole (também de forma entrecruzada). Conclui-se com uma apreciação normativa dos potenciais contemporâneos de resposta a este quadro amplo através da ação a partir do encontro do direito à cidade com a construção de aberturas ligadas ao comum e à democracia radical como plataformas complementares, já buscadas por alguns movimentos sociais em curso.

Publisher

Universidade Federal de Minas Gerais
UFMG

Date

2019-08-09T19:09:15Z
2019-08-09T19:09:15Z
2015-07-28

Contributor

Geraldo Magela Costa
Roberto Luís de Melo Monte-mór
Heloisa Soares de Moura Costa
Doralice Barros Pereira
Cibele Saliba Rizek
Carlos Bernardo Vainer

Output Formats

Compartir

Position: 2293 (118 views)